aparelho ortodôntico para crianças

Qual a melhor idade para colocar aparelho dentário?

Aparelho ortodôntico para crianças é um tema que gera muitas dúvidas para os papais. Isso porque muita gente acredita que é preciso aguardar a troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, mas a realidade não é bem essa.

Quanto antes os pequenos passarem por uma avaliação profissional, mais simples será o tratamento e menores serão as chances de problemas dentários na vida adulto. Existem diversas maneiras de cuidar do sorriso do seu filho sem prejudicar o desenvolvimento correto da arcada dentária e nós vamos te contar quais são eles.

Quer descobrir a melhor idade para colocar aparelho dentário e qual é o tipo de tratamento ideal para as crianças? Então continue a leitura deste post com a gente!

Qual a melhor idade para colocar aparelho dentário?

Não existe um limite de idade para iniciar um tratamento ortodôntico, mas é importante esclarecer que cada fase da vida exige métodos diferentes: quanto mais jovem o paciente, mais fácil pode ser corrigir a posição da arcada dentária. 

Especialistas indicam as correções a partir dos 7 anos – quando as crianças apresentam a chamada dentição mista (dentes de leite e dentes permanentes) – mas em alguns casos isso pode mudar. Por isso a avaliação de um profissional é essencial para definir o planejamento adequado. 

Ao contrário do que muitos acreditam, crianças com dentes de leites podem sim usar aparelho dentário, desde que estejam com a saúde bucal em dia e que o tratamento tenha sido indicado por um profissional da ortodontia. Nesta etapa da vida, o tratamento pode ser essencial para o crescimento saudável dos dentes e também para evitar problemas mais complexos no futuro. 

Com isso em mente, já deu para entender a importância que o aparelho ortodôntico para crianças pode ter no desenvolvimento infantil, não é mesmo? Vale lembrar que cada caso exige cuidados específicos, mas fique tranquilo: o aparelho dentário não vai prejudicar a saúde bucal do seu filho. 

Como escolher o tipo ideal de aparelho ortodôntico para crianças?

Antes de mais nada, é importante esclarecer que a definição do melhor tratamento ortodôntico para os pequenos deve ser feita apenas por um profissional da área. O nosso objetivo com este conteúdo é compartilhar os principais métodos, assim você pode ampliar o conhecimento sobre o assunto e desmistificar algumas crenças bastante comuns, que nem sempre são verdadeiras e podem causar certo receio nos papais. 

Pensando nisso, listamos os principais métodos utilizados na ortodontia infantil para corrigir a posição dos dentes e garantir um sorriso mais saudável para o seu filho. Confira como eles funcionam: 

1. Aparelho fixo

O tratamento ortodôntico com aparelho fixo é mais indicado para adolescentes, pois este método sim apresenta melhores resultados com dentes permanentes. Nestes casos, os modelos mais comuns são os clássicos fios metálicos, mas hoje a ortodontia já avançou muito e trouxe métodos mais discretos.

Adolescentes podem optar por aparelhos fixos estéticos, como os autoligados – que não possuem as borrachinhas coloridas e são mais discretos –, aqueles com braquetes fabricados em material transparente ou ainda os novos queridinhos da ortodontia: os alinhadores invisíveis Invisalign, capazes de garantir um tratamento até 2x mais rápido do que os aparelhos convencionais.  

Vamos falar mais sobre ele no último item dessa lista, mas já podemos adiantar que os alinhadores são produzidos com uma série de tecnologias únicas, capazes de garantir mais eficiência, agilidade e precisão na correção da arcada dentária. Já imaginou tudo isso em um material transparente e muito mais confortável para o seu filho? Isso é possível e nós vamos te mostrar como: fique até o final deste post para saber tudo sobre o Invisalign para crianças. 

2. Aparelho móvel

O aparelho móvel é a escolha mais comum quando o assunto é corrigir a posição dentária de crianças. Esse modelo normalmente é produzido em acrílico e metal, podendo ser retirado pelos pequenos no momento da alimentação ou da higiene bucal.

Nestes casos, o tratamento pode ser feito em crianças com dentição mista para corrigir problemas como a falta de espaço para nascimento de novos dentes ou ainda mordida cruzada. Assim como o modelo fixo, o aparelho móvel exerce uma certa pressão nos dentes para promover a movimentação e correção dentária.

Esse processo auxilia no crescimento correto dos ossos e, consequentemente, contribui para a correção dos dentes. Mas é importante lembrar que a disciplina no uso define o sucesso dos resultados: garanta que seu filho siga as orientações do ortodontista e utilize o aparelho pelo tempo correto. 

O método conhecido como extensor paladino também segue essa linha, podendo ser também fixo – este modelo é utilizado para aumentar a largura do céu da boca. 

3. Invisalign First

Citamos o alinhador invisível da Invisalign no primeiro item dessa lista, mas o que ainda não te contamos é que existe um modelo produzido especialmente para crianças em fase de dentição mista: o Invisalign First!

Esses alinhadores são feitos com o objetivo de auxiliar no crescimento correto da arcada dentária trazendo muitas vantagens para os pequenos: além de serem muito mais confortáveis, os alinhadores possuem tecnologias exclusivas para garantir agilidade e alta eficiência.

Com a tecnologia SmartTrack, é possível aplicar a força exata nos dentes para a movimentação, já com o software ClinCheck, seu filho faz um molde em 3D totalmente digital – e livre daquela moldeira desconfortável convencional – e ainda tem um planejamento 100% virtual de maior precisão.

Ah, vale lembrar que o Invisalign First é removível e produzido em material transparente, cortado individualmente para o sorriso do seu filho (garantindo um encaixe muito mais confortável). São muitos benefícios, não é mesmo?

 

Viu só quantas opções podem ajudar o seu filho a conquistar um sorriso mais harmonioso e saudável? Agora que você já conhece melhor os tipos de aparelho ortodôntico para crianças e os principais métodos utilizados na ortodontia infantil, já sabe que eles podem contribuir muito para o desenvolvimento dentário dos pequenos, então lembre-se: a avaliação profissional é indispensável para definir o tratamento adequado e corrigir a posição dentária da melhor maneira possível. 

Aproveite para conferir outras dicas de cuidados para a saúde bucal no blog da SNG e entre em contato para agendar uma avaliação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
×